19 de jun de 2011

Criolo - Nó Na Orelha - 2011

Produzido por ninguém menos que Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, “Nó Na Orelha” é o segundo álbum de Criolo e o primeiro não exclusivamente de rap.
Após 20 anos sendo figurinha carimbada na cena rap nacional Criolo, (ou Criolo Doido como assinava nessa época) lança seu primeiro disco sem delimitações sonoras.

Neste novo trabalho, perambula por estilos como reggae, soul, samba e dub. Até o brega tem vez em “Freguês da Meia Noite”. Isto tudo, claro, sem nunca esquecer sua origem: o rap. Ele mesmo explica como se deu esta transição: “Ciclos se abrem e se fecham e a gente tem que se dar conta disso", disse à Folha de São Paulo.

Criolo começou a cantar em 1989, mas permaneceu quase despercebido até a década de 2000. Antes disso dividiu seu tempo entre o rap, e o trabalho de educador, de vendedor de lojas, ou oferecendo cocadas e roupas de porta em porta.

Mais tarde, em 2006, lançou seu primeiro álbum de estúdio, intitulado “Ainda Há Tempo” e  fundou junto com o DJ Dan Dan a famosa Rinha dos MC’s, existente até hoje, onde diversos rappers se enfrentam em duelos extasiantes no estilo freestyle rimando de improviso e atacando a rima do rival.
 
Daniel Ganjaman, produtor do disco, fala melhor sobre a transição do músico. "A gente falou que ele tinha que fazer justamente uma interseção, porque a força do passado dele no rap é absurda", diz Ganja. "Era muito importante para que as pessoas entendessem quem era ele, de onde ele veio.”

Com um disco bem eclético e de muito bom gosto, Criolo desliza por diversos estilos musicais com a naturalidade de quem sempre fez aquilo a vida inteira. O ponto alto do disco fica por conta da segunda música intitulada “Subirusdoistiozin”. Com uma batida calma e dançante de rap e alternando uns scratches, a letra quadrática cantada de maneira singular pelo artista, tem o poder de arrastar até mesmo o ouvinte que não conhece São Paulo ao clima ansioso, ritmado, empolgante e frenético da cidade. A letra quente e descritiva completa essa sensação ao ouvinte que já a esta altura, tem certeza que vai gostar do disco inteiro.

Este não dá para perder!


Contato do artista: Site
                               Twitter
                               Facebook

Nenhum comentário: